Combate ao racismo

Paulo Rocha atuou para aprovar pauta histórica a favor do povo negro

Líder da bancada do PT no Senado, Paulo Rocha foi fundamental para pautar projetos da pauta do movimento negro no plenário do Senado na semana em que se comemora o Dia da Consciência Negra
Foto: Agência Senado

O líder do PT, senador Paulo Rocha (PA), foi fundamental para a aprovação de três projetos temáticos nesta semana em que se comemora o Dia da Consciência Negra.

As três propostas aprovadas, de autoria do senador Paulo Paim (PT-RS), de acordo com Paulo Rocha, “têm o objetivo de criar um arcabouço legal para garantir a proteção histórica da luta desses povos”.

O primeiro projeto, que segue para votação na Câmara, classifica a injúria racial como crime de racismo (PL 4.373/2020).

Outro dá o título de patrimônio histórico-cultural afro-brasileiro ao Cais do Valongo, no Rio de Janeiro, que foi o maior porto de tráfico de escravizados do mundo (PL 2.000/2021).

E o terceiro cria o Selo Zumbi dos Palmares, para municípios que promoverem ações de igualdade racial (PRS 55/2020).

O senador Paulo Rocha lembrou, durante a discussão das propostas, a trajetória histórica do Partido dos Trabalhadores na luta pela ocupação dos espaços de poder por parte da população negra e o combate ao preconceito e ao racismo.

“O companheiro Paulo Paim se destaca nessas bandeiras, como a companheira Benedita da Silva tem se dedicado também a essa questão”, disse.

“Enfrentar o racismo é, talvez, a principal tarefa nossa neste País, porque, enquanto não nos acertarmos com esse passado, não saberemos analisar, com lucidez, as questões do presente, enfrentá-las e ir adiante como um País justo, feliz, que o mundo inteiro já aprendeu a admirar”, apontou o líder Paulo Rocha.

O senador Paulo Paim agradeceu, ao final da sessão, a dedicação do líder Paulo Rocha e que proporcionou, pela primeira vez, a aprovação de três projetos voltados para a comunidade negra na mesma sessão do plenário do Senado.

“Paulo Rocha, muito obrigado pela forma como você agiu. Conversou com os líderes, conversou com o presidente [Rodrigo Pacheco], me comunicou que conseguiu colocar aqueles projetos que são fundamentais para todos nós, que são na linha de combater o racismo e o preconceito”, parabenizou Paim.