Saiu na imprensa

“Crescimento de Bolsonaro é sobre 3ª via”

“Na polarização com a gente ele não cresce mais”, declara o senador Paulo Rocha
Senador Paulo Rocha participa durante gravação do Poder Entrevista com Caio Spechoto, no estúdio do Poder360, em Brasília.| Sérgio Lima/Poder360 24.fev.2022

Do site Poder 360 (2/3/2022)

O líder do PT no Senado, Paulo Rocha (PA), disse em entrevista ao Poder360 que a principal chance de o presidente Jair Bolsonaro (PL) continuar crescendo nas pesquisas de intenção de voto é sobre a 3ª via.

“Na polarização com a gente ele não cresce mais”, declarou o congressista.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), correligionário de Rocha, lidera os levantamentos. Bolsonaro, porém, reduziu a diferença nos estudos mais recentes. A última pesquisa PoderData mostra o atual presidente com 31% e o petista com 40%.

“A possibilidade de ele crescer mais é à medida em que naufraga a tal 3ª via”, disse Paulo Rocha. Convencionou-se chamar de 3ª via os pré-candidatos além de Lula e Bolsonaro. Vão de Sergio Moro (Podemos) a Ciro Gomes (PDT).

“Se realmente naufragar”, disse o senador, “a disputa é exatamente para que alguns setores da 3ª via também venham para o nosso lado. É uma engenharia política que ainda está para acontecer”, declarou ele.

Paulo Rocha também atribuiu a recuperação de Bolsonaro a ações do Executivo como o Auxílio Brasil de R$ 400. “A máquina de governo, qualquer que seja, funciona. O cara está passando fome, aparece um auxílio, basta dizer que é auxílio do governo”, declarou. Segundo ele, é trabalho dos militantes petistas disputar o crédito político desse tipo ação. Citou como exemplo o Auxílio Emergencial pago na pandemia: o governo propôs R$ 200, mas depois de pressão dos opositores no Congresso o valor subiu para R$ 600.

“Nas eleições a gente tem que estar preocupado se beneficia o povo, mas também tem que beneficiar a iniciativa do nosso partido para poder repercutir na disputa política que está posta”, declarou o líder petista. Paulo Rocha, 70 anos, é senador desde 2015.

Ele deu entrevista no estúdio do Poder360, em Brasília, em 24 de fevereiro de 2022. Assista (36min58):