Saiu na imprensa

Aprovado incentivo à energia solar no campo

Senado aprovou proposta que prevê incentivo para aquisição e instalação de energia limpa em residências no campo e na cidade
Foto: Divulgação

Quem comprar um imóvel poderá ter um incentivo para o uso de energia solar. É o que prevê o PL 2015/2021, aprovado pelo plenário do Senado nesta quinta-feira (30). A proposta permite incluir o valor referente à aquisição e instalação de sistema de energia fotovoltaica no financiamento do imóvel para moradia, no âmbito do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

A utilização desse sistema pode ajudar famílias a economizar bastante na conta no final do mês, reduzindo ainda o uso de fontes poluentes.

Além dos moradores da cidade, o relator da matéria, senador Irajá (PSD-TO), também acatou proposta para beneficiar quem vive no campo. O parlamentar acrescentou ao parecer emenda apresentada pelo líder do PT no Senado, Paulo Rocha (PA), para que os financiamentos de imóveis rurais também incluam a possibilidade.

“Esse projeto é de importância estratégica. Não só para acudir os mais necessitados mas, também, como um incentivo ao aumento desse tipo de energia limpa no país”, explicou o líder petista durante a votação da proposta.

Paulo Rocha também sugeriu a apresentação de emendas parlamentares para financiar a utilização de placas solares em instituições de ensino, como forma de ajudá-las a reduzir os gastos. Ele citou como exemplo emenda de sua autoria destinada à Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), com sede em Marabá (PA).

“A instituição utilizou o valor para adotar o uso de placas solares. Isso ajudou muito a reduzir os custos com energia. É uma experiência que o próprio Ministério da Educação já está usando como modelo para poder ajudar a reduzir as despesas das universidades”, explicou.

O PL 2015/2021, de autoria da senadora Kátia Abreu (PP-TO), segue agora para a Câmara dos Deputados. Caso seja aprovado sem modificações, irá para sanção presidencial.

Proposta divulgada no jornal O Liberal no dia 3 de outubro e no site Poder 360 e outros no dia 30 de setembro