Oposição paralisa projeto que aumenta jornada de trabalho rural

Senadores da oposição paralisaram o andamento de uma proposta que permite ampliar para até 12 horas diárias a jornada dos trabalhadores rurais. Trata-se do Projeto de Lei 627 de 2015, de autoria do então senador e agora deputado José Medeiros, do PPS do Mato Grosso.

A jornada diária de trabalho no Brasil é de até oito horas. Pelo texto apresentado, esse período pode ser estendido em até 4 horas extras em momentos críticos da agricultura, como plantio, colheita e períodos de chuva.

Parlamentares contrários ao projeto afirmam que ampliar o tempo de serviço pode levar a uma maior exploração do trabalhador rural, configurando grave ameaça aos que vivem no campo.

A proposta seria votada na quarta-feira, dia 7 de agosto, na Comissão de Assuntos Sociais do Senado, mas foi paralisada após o colegiado aprovar um requerimento solicitando uma audiência pública para debater melhor a matéria. O pedido foi apresentado pelo senador Paulo Rocha, do PT do Pará, e em conjunto com três parlamentares.

Segundo o senador petista, há outras formas de compensar a necessidade de mais horas de trabalho, como a contratação de mais funcionários ao invés de sobrecarregar os que já estão na colheita.

A oposição quer evitar que a matéria tramite com velocidade no Congresso sem o devido debate. Caso seja aprovada na Comissão de Assuntos Sociais, poderá até mesmo ir direto para a Câmara dos Deputados.